segunda-feira, 24 de março de 2014

BLUE JAY PARADE


EXPOSIÇÃO CULTURAL COMEMORATIVA AOS 321 ANOS DE CURITIBA

Vem ver, vem conhecer, minha cidade sorriso, terra dos Pinheirais...
Vem ver, nossas riquezas, as mil e uma belezas, um paraíso no sul...
Onde Nasceu a Gralha Azul...

Com estas três primeiras frases da Canção da Gralha Azul de autoria do Professor e folclorista Inami Custódio Pinto, os artistas dos Grupos ART.CON e ÓIA NÓIS e artistas convidados, cujos grupos dirigidos por Carla Schwab, Eloir Jr. e Kézia Talisin, apresentam sua sensibilidade para comemorar com arte os 321 anos da capital Paranaense.
Uma mostra coletiva, expressiva e unida nesta temática, quase” bairrista”, em amor a capital da Terra de Guairacá, um olhar pictórico, um olhar dinâmico e de intervenções contemporâneas que homenageiam Curitiba.
Nesta união de “Pinha”, os artistas apresentam suas obras dentro de suas linguagens artísticas, não há interferência em seus estilos, somente a representação sazonal de nossa ave símbolo é o que mantém o vínculo das obras produzidas exclusivamente para o evento.
As pinturas e instalações artísticas representam nossas mil e uma belezas, a arte que é produzida no Paraná e em especial em Curitiba, uma coletânea colorida e descontraída, passeando no bidimensional pelas nossas calçadas em petit-pavet pinhão, lendas, histórias, folclore, música e a fauna tão bem representada pela nossa atriz principal, a Gralha Azul, que desfila soberba entre as nuances, sobre as bênçãos de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.
Viver em Curitiba é comemorar sempre os 321 anos e tantos outros, pois é nosso “Jardim luz cheio de rosa, capital do Paraná” (trecho do hino de Curitiba).
Gralha azul eslava


Matryoszkas Gralha Azul





Instalação Artística: “SOM AZUL”
Eloir Jr.
Composição de 17 LPs em vinil, rotulados com imagens impressas em tons sépia de Curitiba, seu povo, seus parques interagindo com a canção da Gralha Azul de autoria do Professor Inami Custódio Pinto e música do Maestro Bento Mossurunga.
Instigante canção que o artista ilustrou visualmente sob sua visão, um curitibano que ama seu habitat natural e a origem do povo paranaense.
Esta instalação artística propõe um resgate de uma vivência musical do artista em período primário (hoje ensino fundamental) e se manifesta em um convite ao público para refletir, lembrar e aguçar nossa memória auditiva e visual sobre nossas riquezas impressas nos rótulos destes vinis.  

Carta do Ilmo. Sr. Gustado Fruet-Prefeito de Curitiba
  

  
Momentos durante a Vernissage da Exposição Blue Jay Parade
video

Paraná-Berço das Etnias

Paraná-Berço das Etnias
acrílica s/tela-50x70 cm.

"Saudades da Ucrânia"

"Saudades da Ucrânia"
Acrílica s/tela - 90x70 cm.

Trem da etnias

Trem da etnias
Acrílica s/tela 50x70 cm.

"Lembrança Eslava"

"Lembrança Eslava"
Acrílica s/tela - 50x40 cm.

Bordadeira Eslava

Bordadeira Eslava
Acrílica s/tela - 70x50 cm.

Coreto Polonês

Coreto Polonês
Acrílica s/tela 70x50 cm.

"Bapka-Chá das Vovós"

"Bapka-Chá das Vovós"
Acrílica s/tela - 50x40 cm.

A Justiça das Etnias

A Justiça das Etnias
Obra incorporada ao livro dos 75 anos OAB-PR

Anistia Polaca

Anistia Polaca
Obra incorporada ao Livro dos 75 Anos OAB-PR

OLHAR POLACO

OLHAR POLACO
Acrílica s/tela - 50x60 cm. - 2009 Obra do selo postal nacional em homenagem ao cinqüentenário de Brasília.

CARTELA DO SELO POSTAL NACIONAL

CARTELA DO SELO POSTAL NACIONAL
Cinqüentenário de Brasília