Lendas Folclóricas Ucranianas - Pinturas e estórias

PREVIT
Saudação Ucraniana do Pão e Sal
Conforme a tradição ucraniana, a dança Previt é a que abre qualquer apresentação. Ela consiste no conjunto vestidos tipicamente com roupas de Kiéw(Kiev), capital da Ucrânia, onde as moças com sua fitas e panos bordados oferecem sobre ele, um pão ungido de sal, que significa boas vindas trazendo sempre coisas boas para quem está assistindo e recebendo. 


 MARENÁ



Conforme a lenda ucraniana, esta dança é tipicamente feminina, onde as moças com suas longas tranças e roupas claras com bordados em ponto cruz vermelho, carregam em suas mãos, grinaldas de flores que delicadamente dançam coreografias imitando o movimento do mar em comemoração a chegada da primavera ucraniana. 

IVANA KUPALA - FESTA UCRANIANA DE SÃO JOÃO


IVANA KUPALA FESTYVALH - Festa Ucraniana de São João


Tradicionalmente a Festa de Kupala, é a noite em que ocorre o solstício de verão no Hemisfério Norte, os dias começam a ficar mais curtos e as noites mais longas. Na Ucrânia pré-cristã, o festival era realmente um rito de fertilidade que assegurava uma boa colheita. (acreditava-se que Kupalo era o deus do Amor e da boa Colheita). A festa estava intimamente ligada com dois elementos da natureza: a água (símbolo feminino) e o fogo (símbolo masculino).
Com a chegada do Cristianismo na Ucrânia (final do I milênio da era cristã), a Igreja tentou suprimir o festival, mas não obteve sucesso. Assim eles fizeram o que normalmente faziam: combinaram o festival do deus pagão Kupalo com o banquete da Natividade de São João Batista (6 de julho, Calendário Juliano) e a festa passou a ser chamada de " Ivana Kupala ".
Durante o dia, os rapazes e as moças, esmeravam-se em confeccionar os bonecos de Marena e Kupalo. Símbolos do amor entre o homem e a mulher (a água e o fogo).
Na noite de "Ivana Kupala" os jovens se reuniam fora da aldeia, próximo de um riacho ou de uma lagoa onde construíam fogueiras, traziam então para perto do fogo, os bonecos e o ícone de S. João Batista, os quais permaneciam ali durante toda a noite. Aproveitavam também, para queimar ervas especiais abençoadas, para atrair sorte no amor e na colheita.

As meninas cantavam canções especiais (kupalni), com muitas referências ao amor e ao matrimônio. Atiravam guirlandas de flor (vinotchok) na água ou na fogueira e pediam para encontrar um grande amor. Os rapazes faziam o mesmo, porém jogavam pequenas cruzes de gravetos. Para atrair a sorte e espantar o azar meninos e meninas pulavam a fogueira.
Os mais aventureiros entravam na floresta e procuravam o "paporoti tsvit" - uma espécie de flor mágica que só floresce na noite de "Ivana Kupala". Dizia a lenda que quem a encontrasse adquiriria grande riqueza e muita felicidade. Mas os aventureiros deviam se precaver, naquela noite de magia a floresta estava cheia de demônios e outros seres assustadores (syla nechysta). Em particular, as Rusalky, ninfas de água que afogavam as almas de quem as encontrasse.
Mas ao redor da fogueira tudo era felicidade e alegria. Canções eram entoadas (muitas delas sobrevivem ao dia presente), música era tocada, e todo mundo dançava e se divertia.

Velhas mulheres da aldeia vendiam filtros amorosos e faziam magias para assegurar uma colheita grande e vários matrimônios.

Ao final da festa, ao som de alegre música, os bonecos de Marena e Kupalo eram atirados na fogueira. Acreditava-se que dessa maneira suas almas se encontrariam no outro mundo.

Paraná-Berço das Etnias

Paraná-Berço das Etnias
acrílica s/tela-50x70 cm.

"Saudades da Ucrânia"

"Saudades da Ucrânia"
Acrílica s/tela - 90x70 cm.

Trem da etnias

Trem da etnias
Acrílica s/tela 50x70 cm.

"Lembrança Eslava"

"Lembrança Eslava"
Acrílica s/tela - 50x40 cm.

Bordadeira Eslava

Bordadeira Eslava
Acrílica s/tela - 70x50 cm.

Coreto Polonês

Coreto Polonês
Acrílica s/tela 70x50 cm.

"Bapka-Chá das Vovós"

"Bapka-Chá das Vovós"
Acrílica s/tela - 50x40 cm.

A Justiça das Etnias

A Justiça das Etnias
Obra incorporada ao livro dos 75 anos OAB-PR

Anistia Polaca

Anistia Polaca
Obra incorporada ao Livro dos 75 Anos OAB-PR

OLHAR POLACO

OLHAR POLACO
Acrílica s/tela - 50x60 cm. - 2009 Obra do selo postal nacional em homenagem ao cinqüentenário de Brasília.

CARTELA DO SELO POSTAL NACIONAL

CARTELA DO SELO POSTAL NACIONAL
Cinqüentenário de Brasília